HQ | O fantasma de Anya

51b2fsk-yhl-_sx332_bo1204203200_

A premissa da história de Anya pode não ser das mais brilhantes nem inovadoras: uma adolescente imigrante complexada com seu corpo e desesperada para se encaixar no ambiente escolar secundário norte-americano. Entretanto, Vera Brosgol, com um traço gracioso, uma paleta de cores mórbida, portanto extremamente condizente com o enredo, fazem de O fantasma de Anya uma leitura interessante e divertida em vários momentos.

Chama a atenção a forma pela qual a autora consegue fazer a transição de um mero drama de aceitação adolescente para um thriller psicológico de assassinato. Anya é uma típica personagem adolescente que é obrigada a superar diversos de seus complexos para se livrar de uma situação que pode facilmente colocar sua família em risco.

Ao “fazer amizade” com uma fantasminha chamada Emily, em um encontro ocorrido em condições no mínimo peculiares, Anya começa a fazer desse ser sobrenatural não apenas a sua melhor amiga e conselheira, como também, involuntariamente, faz crescer em Emily a vontade de viver indiretamente a sua vida. O que não é nada bom.

Reviravolta

A talentosa artista gráfica Vera Brosgol sabe muito bem introduzir todas as pistas que vão culminar em um clímax elaborado e tenso para Anya. A transformação de Emily e as descobertas que a protagonista faz sobre o seu passado surpreendem e aumentam o grau de interesse pela história.

A leitura é fluida (uma distribuição de quadros bem eficiente e dinâmica) e começa a se intensificar à medida que Anya se dá conta da encrenca na qual está metida. Um marcador interessante das transformações da história e da mudança – ou melhor, revelação – do verdadeiro caráter de Emily é a alteração de sua aparência. Vera começa a retratá-la com traços menos infantis e mais adolescentes, uma nítida mensagem visual da tentativa de Emily de se aproximar da aparência de Anya.

Uma pena os problemas de impressão do livro, que apresenta várias falhas de registro de cores na impressão, o que não apenas prejudica a qualidade gráfica da obra, como também a nitidez dos traços de Vera Brosgol. Ainda assim, não supera os pontos positivos dessa HQ.

O fantasma de Anya
Vera Brosgol
Tradução de Humberto Moura Neto e Martha Argel
Editora Jangada
223 páginas
2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s