Irmãos Encrenca | O incrível roubo da loteca

o_incrivel_roubo_da_loteca__1243092629b

Se a leitura de O enigma do autódromo de Interlagos já me deixou empolgada (como relatei aqui), nesta terceira aventura dos chamados “Irmãos Encrenca” (Marco, Eloís e Isabel), Stella Carr se supera na elaboração de uma trama inteligente, bem-humorada e repleta de termos que marcaram uma época.

Mais uma vez, a narrativa é muito bem amarrada, com eventos que intrigam o leitor mais e mais, conduzindo-o rumo a uma aventura dinâmica e intrigante ao mesmo tempo.

A partir de uma linha cruzada (será que ainda ocorrem linhas cruzadas hoje em dia?), ao ligar para seu amigo Tico, Marco ouve uma estranha conversa que sugere um golpe aplicado no prêmio da Loteria Esportiva. Esse é o pontapé para ligar os jogos da seleção brasileira, a bilhetes “premiados”, cremes de massagem adulterados, um cadáver que, em menos de 24 horas, vai parar em quatro carros diferentes e investigador que pode não ser o que parece ser.

Daí por diante, a história nos conduz a uma espiral de acontecimentos envolventes, senão pela intrincada trama, pela imersão na rotina de um Brasil do fim dos anos de 1970, com as pessoas fazendo ligações de orelhão, enviando cartas para caixas postais, publicando anúncios em jornais para localizar pessoas, enfim, vivendo com costumes impensáveis em relação à vida que temos hoje. As mudanças sociopolíticas que o Brasil viveu nos últimos 30 anos não apenas mudaram completamente o panorama social do País, como também se refletiu em um fazer literário que contextualiza as tramas infantojuvenis em um patamar completamente distinto.

Nessa perspectiva, é extremamente enriquecedora a leitura desses livros que marcaram uma fase brilhante da nossa produção literária para os adolescentes. E Stella Carr é, sem dúvida uma de nossas maiores representantes nesse quesito, preocupando-se não apenas em criar histórias interessantes para os leitores em idade escolar, como também reforçando a importância dos valores de caráter de seus personagens.

“- Que é isso, mano? Homem não chora!
Eu respondi bravo:
– Chora, sim. Chora porque tem vergonha na cara. E quando alguém pisa nessa vergonha, a gente chora. E eu arrebento o focinho de quem disser que eu não sou homem por causa disso!” (pág. 130)

Durante o processo de releitura e pesquisa para fazer esses comentários aqui no blog, tive acesso a duas edições diferentes desse livro: uma de 1985 e outra de 1992. Esse tipo de comparação é bastante interessante, porque possibilita verificar atualizações e revisões que a autora pôde fazer entre uma edição e outra. Por exemplo, a de 1992 já conta com uma frase final que foi acrescida em relação à edição mais antiga:

“E então, alguns meses depois, o Brasil perdeu a Copa na Argentina…” (p. 109)

Interessante é que, mesmo com a revisão/atualização da obra na mudança de editora (a primeira edição que eu li é da Editora Pioneira; a segunda, da Editora Moderna), Stella Carr manteve a identidade da obra em um marcador de tempo visível logo no título do livro: “loteca” é uma palavra que já não é empregada na linguagem cotidiana há vários anos. Uma solução possível – porém nada viável – seria a troca por “loteria esportiva”. Contudo, tanto a autora quanto a editora tiveram o bom senso de preservar a ideia original (mesmo porque qualquer alteração poderia acarretar problemas com o registro original). Afinal, um título como esse já oferece um ótimo ponto de partida para análise sobre mudança de vocabulário e modificações na língua portuguesa ao longo do tempo. É a literatura dando a sua contribuição para um estudo mais abrangente sobre língua e sociedade.

No próximo post sobre os Irmãos Encrenca, o quarto livro da série: O fantástico homem do metrô.

O incrível roubo da loteca
Stella Carr
Editora Pioneira
131 páginas – 1978

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s