Irmãos Encrenca | O caso da estranha fotografia

20595-mlb20193970156_112014-y

Esta é a primeira aventura dos chamados “Irmãos Encrenca”: Marco, Eloís e Isabel (cronologicamente, a ordem de nascimento dos irmãos está de trás para frente, só para esclarecer; entretanto, toda encrenca, como será visto mais adiante, sempre parte do Marco e do Eloís…).

O primeiro contato que tive com esses adoráveis personagens foi quando eu tinha uns 10 anos e encontrei, na estante da minha casa, O incrível roubo da loteca, terceira aventura desse trio (que ainda será comentada neste blog). Li o livro e fiquei interessadíssima em conhecer mais aventuras protagonizadas pelos irmãos. Algum tempo depois, na Bienal do Livro de São Paulo, tive a honra de conhecer pessoalmente Stella Carr e de pegar seu autógrafo no exemplar de O caso da estranha fotografia, livro que comprei naquela ocasião, depois de bater um papo e tanto com a autora. A simpatia de Stella serviu para incentivar ainda mais as minhas leituras e, na sequência, vieram O enigma do autódromo de Interlagos, O fantástico homem do metrô, O caso do sabotador de Angra e O segredo do Museu Imperial. Agora, aproveitando este espaço do blog para a literatura infantojuvenil, é hora de reler essas ótimas aventuras e também de ler os outros livros dos Irmãos Encrenca, porque, pelo que pesquisei, restam umas duas aventuras que não cheguei a conhecer na adolescência.

Nesta primeira incursão, chama a atenção a dinâmica da trama elaborada por Stella Carr, e o misto de inocência juvenil e também de mistério e suspense que ela consegue atribuir à narrativa. Trata-se de um livro curto, mas de ação muito rápida e, ao mesmo tempo, com pitadas didáticas que passam quase despercebidas em meio às piadinhas cheias de senso de humor dos garotos Marco e Eloís. A responsabilidade e o equilíbrio vêm da irmã mais velha, Isabel, estudante de Biologia e sempre pronta a colaborar nas investigações dos irmãos.

Dessa forma, ao mesmo tempo em que o livro ensina que o pulmão humano tem capacidade para 6 litros de ar (algo bem didático), a divisão da narrativa entre a história contada por Marco, o caçula, e os depoimentos de vários envolvidos na história, inclusive da polícia, confere certo ar de suspense à história, desenvolvida a partir de uma foto tirada ao acaso por Eloís, durante as férias dos irmãos na casa de praia da família. A estranha fotografia conduz a um enredo envolvendo uma perigosa quadrilha de tráfico de diamantes para a Europa, com direito a cadáver, incêndio criminoso e tudo mais. Uma bela trama para entreter os pequenos jovens leitores, elaborada por uma de nossas mais talentosas escritoras do gênero. Stella Carr faleceu em São Paulo, em 2008, aos 76 anos. Snif…

No próximo post sobre os Irmãos Encrenca, o segundo livro da série: O Enigma do Autódromo de Interlagos.

O caso da estranha fotografia
Stella Carr
Editora Moderna
86 páginas – 1992 (12ª edição – lançamento: 1977)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s