Maigret | O cavalariço da Providence

018441f2-fdaa-40f8-9952-de13d9fc337f

Fato: Maigret continua sendo um enigma para mim. Esta é a segunda aventura que leio desse comissário da Polícia Judiciária francesa e eu ainda estou me adaptando ao “estilo Simenon” de escrita. Ainda acredito que ele explique coisas desnecessariamente em alguns momentos e que, em outros, a sua narrativa torna-se obscura a tal ponto de fazer com que determinados dados só se esclareçam mais adiante. Seria esse traço um “charme estilístico” do autor? Sendo esta a minha segunda incursão pelo universo de Maigret, parece-me cedo para tirar conclusões.

No caso de O cavalariço da Providence, eu fiquei um tanto frustrada por dois motivos:

– O título já entrega a chave do crime e isso fica claro logo nas primeiras páginas. Ou seja, ainda que fiquem no ar a motivação e o modo, o título acaba sendo um baita spoiler.

– Toda a história é ambientada no universo náutico de balsas, eclusas, iates e coisa e tal e, dado o meu desconhecimento desse assunto, não estabeleci de pronto uma identificação com a história. O que manteve firme na leitura foi o trabalho árduo de Maigret, que, até as últimas páginas, estava lutando para unir as peças do quebra-cabeça.

Como já mencionei aqui, ler as histórias de Jules Maigret tem sido um interessante exercício para mim, já que sou grande fã de histórias policiais, mas estou mais acostumada a Hercule Poirot, Miss Marple e Sherlock Holmes.

A dinâmica de Maigret é bastante diferente, bem como o seu método de investigação. Nesse livro, mais uma vez, fiquei frustrada com o desfecho (será que isso vai acontecer sempre?), mas acho importante nunca perder de vista que as coisas nem sempre dão certo, mesmo quando se descobre o culpado – desculpem o spoiler.

O cavalariço da Providence
Georges Simenon
Tradução de André Telles
Companhia das Letras
2014 – 132 páginas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s