História do Brasil | Essa tal Proclamação da República

proclamac3a7c3a3o300

Uma das minhas ideias é “engatar” um projeto de leitura sobre História do Brasil, e esse foi um dos livros da minha pequena biblioteca que eu separei para fazer parte disso. Na verdade, foi o único título com essa temática lido em 2015, mas tenho planos de levar essa ideia mais a sério em 2016.

Esse livro, de autoria do jornalista Edison Veiga, é um sintético e muito bem-humorado apanhado de acontecimentos que envolveram esse episódio conhecido em nossa história como “Proclamação da República”.

A linguagem utilizada pelo autor é descolada e muito simples, ótima para atrair a atenção do público jovem. Além disso, esse tom descontraído combina perfeitamente com as ilustrações do Marceleza, todas com forte característica caricata.

Recomendo essa leitura veementemente. Primeiro, porque sempre é bom ler sobre História do Brasil; segundo, porque uma abordagem diferenciada (como é o caso desse livro) é sempre um exercício para pensarmos a nossa história de outra maneira – ainda que seja de forma bastante descompromissada. A despeito do fato de Edison Veiga dar esse tom ao livro, é importante ressaltar que ele é muito bem embasado, bem pesquisado, portanto, está longe de ser uma perda de tempo. Gostei bastante da página que explica as estrelas da bandeira brasileira. Eu, por exemplo, não sabia que a única estrela que figura na parte de cima do círculo azul representa o Estado do Pará. Só por essa curiosidade, a meu ver, já valeu a leitura!

Essa tal Proclamação da República
Edison Veiga
Ilustrações Marceleza
Panda Books
83 páginas

Anúncios

2 comentários sobre “História do Brasil | Essa tal Proclamação da República

  1. Pelo que você disse ela parece ser bem legal, mas sei lá essa capa me faz perder um pouco da credibilidade da coisa sabe…rsrs

    Bjos depois te mando um email

  2. Então, amigo, como eu observei, o traço do Marceleza é bastante caricata mesmo. Além do mais, acredito que eles tenham tentado fazer uma capa para o livro que não glamorizasse o episódio da Independência (mesmo porque não houve mesmo nada glamouroso ou heroico nesse acontecimento), ou seja, que buscasse uma veia mais realista de fato.

    Escreva, sim. Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s