Série Vaga-Lume | O rapto do garoto de ouro

o-rapto-do-garoto-de-ouro-marcos-rey-10930-mlb20036221495_012014-o

A releitura desta segunda aventura do trio Léo, Ângela e Gino foi um tanto frustrante para mim, muito provavelmente pelo fato de eu ter me lembrado muito rápido de quem era o culpado. O curioso é que isso não aconteceu quando reli O mistério dos cinco estrelas, a primeira história do trio.

Entretanto, em O rapto do garoto de ouro, Marcos Rey cria uma trama interessante, com vários suspeitos, mas também com pistas pontuais, que vão sendo sutilmente distribuídas ao longo do enredo. E, apesar de saber precocemente quem era o sequestrador, fiquei entretida com duas questões:

– como seria o desfecho do rapto de Alfredo, o “garoto de ouro”, ou seja, se ele escaparia do cativeiro, ou se seria resgatado pela polícia, com o auxílio de Léo e seus amigos;

– se Gino conseguiria vencer o torneio de xadrez que estava disputando simultaneamente às investigações.

Com isso, a leitura teve a sua dinâmica, muito embora, a meu ver, esta não tenha superado a primeira aventura do trio, muito mais emocionante e elaborada.

Próximo passo: releitura de Um cadáver ouve rádio, a terceira aventura do trio de jovens detetives de Marcos Rey.

O rapto do garoto de ouro
Marcos Rey
Editora Ática/Global
126 páginas – 1982

Anúncios

2 comentários sobre “Série Vaga-Lume | O rapto do garoto de ouro

  1. Que legal! Muito nostálgico rever essa capa. Concordo quanto o que você diz que O Mistério dos cinco estrelas, é um pouco mais complexo. Mas esse livro me leva ao passado, meu pai e minha irmã liam este livro pra mim a noite.

    Sempre achei intrigante esse espectro atrás do guitarrista. Vou ver se encontro esse livro e dou uma olhada no passado.

    Bem legal….

    Ps: Vou fazer um post colaborativo e gostaria da sua participação. Em abril é dia do livro ai quero fazer um post igual a esse aqui:

    http://malditovivant.net/2012/04/25/parabens-para-o-livro-hoje-e-seu-dia-segunda-edicao/

    Beijos

  2. Olá, tudo bem?
    Pois é, para mim, a Série Vaga-Lume e profundamente nostálgica. Foi com ela que adquiri o gosto pela leitura. E os primeiros detetives que me “abriram as portas” para o universo policial foram justamente esses garotos do Marcos Rey, por isso decidi reler e postar sobre as quatro aventuras deles aqui.
    Por contar comigo para o seu post. Depois me passe as instruções 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s