HQ | Mulher-Gato: Cidade Eterna

Uma nota rápida para esta bela graphic novel publicada entre novembro de 2004 e agosto de 2005. Há bastante tempo eu não lia nada da DC Comics e confesso que achei interessante a aventura da vilã mais charmosa de Gotham City na bela Roma, em busca de pistas sobre o seu passado.

Meu conhecimento em termos de Mulher-Gato não ia além da superficialidade. Lendo, porém, essa história da premiada dupla Jeph Loeb & Tim Sale (quem aí não se lembra da série de TV Heroes, cuja primeira temporada é simplesmente espetacular?) muitas coisas começam a fazer sentido. Uma origem que remonta a uma tradicional família mafiosa italiana pode explicar muita coisa da conduta de Selina Kyle, e Loeb/Sale, muito bem assessorados pelo editor Mark Chiarello, estabeleceram algumas diretrizes que são plausíveis para a história da Mulher-Gato.

Não vou dar spoilers aqui, mesmo porque esta graphic é bastante antiga (mas só agora tive a oportunidade de lê-la), contudo, achei genial a presença constante de Batman na história, porém de uma forma que não tirou o brilho da protagonista. A solução encontrada por Loeb para isso foi duplamente inteligente: primeiro, porque não se pensa em Mulher-Gato sem Batman; segundo, porque, da forma como se dão as aparições do Homem-Morcego no decorrer da história, a figura do herói ajuda a dar força ao enredo e acentua o caráter psicológico dos conflitos de Selina.

Quanto à arte, sou fã do trabalho de Tim Sale. Tirando alguns exageros típicos de seu traço, gosto da forma como ele soluciona principalmente as sequências de luta entre Mulher-Gato e Mulher-Leopardo, sem deixá-las excessivamente contorcidas.

No mais, achei desnecessário tanto romantismo por parte do assassino de aluguel Christopher Castillo. Pra mim, esta foi a parte incoerente da história.

Em tempo: dois pontos positivos – a dinâmica do Charada, como contraponto constante ao galante Christopher, e a implacável e imprevisível Louisa Falcone. Vale a leitura.

Mulher-Gato: Cidade Eterna
Jeph Loeb (roteiro) & Tim Sale (arte)
Dorival Vitor Lopes & Hélcio de Carvalho (tradução)
Panini Books / DC Comics
165 páginas

Anúncios

3 comentários sobre “HQ | Mulher-Gato: Cidade Eterna

  1. Não sabia que você gostava de HQ! Gosto muito do Loeb adoro o trabalho dele na série Hush do Batman em que faz parceria com o Jim Sale.
    Gosto muito da Mulher gato, uma excelente personagem.

    Bjos

  2. Sim, eu gosto muito de HQs! Eu desenhava muito na adolescência e gastava toda a minha mesada com quadrinhos, acredita? Qualquer hora vou postar algum desenho meu no instagram 🙂

    Não conheço essa série do Batman, mas já valeu a dica!

    Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s