Duas músicas de comerciais para TV

Ultimamente, dois comerciais têm me chamado a atenção. Justamente eu, que não sou nada atenta a comerciais e que, a cada intervalo do programa ao qual estou assistindo, levanto e vou fazer alguma coisa.

O mais curioso de tudo: os dois comerciais são de cerveja!!! Perceba que não bebo, mas fiquei vidrada em duas campanhas de bebida, vai vendo. Mas o interesse se explica: as músicas das propagandas são ótimas, a tal ponto de me fazerem vasculhar a internet em busca de informações sobre elas e de incluir ambas no celular e no ipod.

Bela Bardot!

Vamos lá. A primeira delas é do comercial da Stella Artois, que mostra uma moça elegantérrima se preparando para sair ao som de uma música muuuuito charmosa. E olha que nunca gostei do idioma francês, mas essa música é muito agradável. Fui pesquisar e descobri se tratar de “Ne Me Laisse Pas L’aimer”, cantada pela bela Brigitte Bardot em gravação da década de 1960!

A letra é bem interessante, simula um diálogo entre um casal no qual um não quer ser deixado e o outro argumenta sobre o fim da relação. Os versos inclusive são cantados em dois tons diferentes, que parecem definir quem é quem na história. Se você clicar aqui, vai ver um clipe de Bardot em várias de suas atuações ao som desta música.

Bem, o segundo comercial é da Heineken, em ritmo frenético, com um casal – ele loiro e ela asiática – correndo para se divertir ao som de uma música contagiante, ao que parece em algum lugar do Oriente. No percurso, tem mágica e dança. Impossível não notar a música, principalmente porque, logo de cara, é difícil identificar em qual idioma ela é cantada. Mas nada que Mr. Google não resolva.

Mohammed Rafi

A música chama-se “Jaan Pehechan Ho”, cantada pelo artista indiano Mohammed Rafi. Ela tem um clima muito animado e cheio de balanço – como não tenho a menor ideia do que trata a letra, nem achei uma tradução na internet, já me desculpo de antemão, caso ela só fale besteiras, ok? Notadamente é uma música antiga, talvez por isso seja tão instigante, por trazer uma atmosfera muito diferente do que se produz contemporaneamente. Parece algo meio anos 60 também, quem sabe. Mohammed Rafi (1924-1980) parece ter feito bastante sucesso, de acordo com o que se lê na internet sobre ele. Além de seu idioma, chegou a gravar também em alemão, espanhol e inglês, fazendo fama com canções de filmes – é considerado o maior cantor indiano de seu tempo na indústria cinematográfica de seu país. Achei um clipe bem bizarro dessa música no YouTube. Para assisti-lo, é só clicar aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s