Desafio Literário | Fevereiro: Bento

Sinopse

“Uma noite começada como outra qualquer entra para a história da humanidade quando metade dos seres humanos adormece de forma inexplicável. Tratada como uma epidemia, a doença desencadeia um caos sem precedentes nas cidades do mundo. O pesadelo parece não ter fim quando os humanos, livros do sono, descobrem que estão dividindo a noite com demônios da escuridão.

Este mundo, novo e sombrio, é apresentado pelos olhos de Lucas, um homem que desperta neste tenebroso cenário e que se tornará, mesmo contra sua vontade, um poderoso e venerado guerreiro, lutando contra os vampiros e liderando os humanos ao encontro dos quatro milagres que libertarão a Terra desta terrível maldição.”

Bem, há mais de dez anos, eu tive a oportunidade de ler outros livros de André Vianco (Os Sete, Sétimo e O Senhor da Chuva), numa época em que as minhas únicas lembranças de histórias sobre vampiros eram as de Bram Stoker e de Anne Rice, de forma que o assunto não me parecia tão saturado como hoje, após o boom da saga Crepúsculo e de outros livros e filmes lançados na esteira do sucesso de Stephenie Meyer. Assim, Bento era um livro que já estava parado na minha estante há uns bons anos, esperando a sua chance de ser lido.

A ideia do enredo é interessante. Após uma fatídica noite da qual metade da humanidade não acordou, a outra metade despertou dividida entre pessoas normais e vampiros. Daí em diante, a luta dos humanos despertos pela sobrevivência e para manter em segurança aqueles que ainda estão adormecidos – cobiçados como “sangue fácil” pelos vampiros – é o mote central de Bento.

Até aí, eu pensava que o título do livro referia-se ao grande herói que surgiria para salvar o planeta do caos instaurado pela chamada “Noite Maldita” e digamos que eu “quase” acertei. Bento refere-se ao nome dado a alguns humanos que têm habilidade extraordinária para combater os vampiros. Eles são abençoados com as capacidades de sentir o cheiro dos inimigos, de produzir água benta e de exterminar vampiros com suas espadas – ah, sim, e seu sangue é tóxico para os vampiros. O caso é que raramente surgem Bentos entre os humanos despertos, caso contrário a batalha entre o bem e o mal seria facilmente resolvida.

André Vianco recorre a extensas descrições para mostrar como o modo de vida da humanidade foi alterado após a Noite Maldita e como os Bentos protegem as fortificações que deram lugar às cidades antes ocupadas pelos humanos e que passaram a ser territórios dos vampiros.

Na decisiva batalha entre um lado e outro, tem grande peso a profecia divulgada por Bispo, o homem que, por meio de sonhos, tem visões do futuro e do que a humanidade precisa fazer para acabar de uma vez por todas com os vampiros. Diz a profecia que, após o despertar do trigésimo Bento, a união desses guerreiros dará origem aos quatro milagres necessários para a libertação dos homens.

Lucas é o trigésimo Bento e o livro tem início com o seu despertar. Isso acontece 30 anos após a Noite Maldita. Diz a profecia que o trigésimo Bento é o escolhido para reunir todos os demais guerreiros e perseguir a realização dos quatro milagres, o que, é claro, só vai ocorrer na reta final da leitura.

Os pontos positivos do livro de André Vianco começam pela certa originalidade em ambientar a história no Brasil, enchendo a trama de referências conhecidas para o leitor. A figura do Bento, em si, também é bastante interessante, principalmente o caráter democrático que essa figura heroica traz consigo, uma vez que o autor escolhe homens muito diferentes para personificar os trinta Bentos, desde um presidiário a um médico, mostrando que a Noite Maldita encerrou consigo não apenas a fertilidade das mulheres (desde esse evento sinistro, crianças pararam de nascer), mas também as divisões de classes e as conotações sociais até então tão consideradas pelas pessoas.

Os pontos negativos concentram-se principalmente nas extensas e às vezes não tão necessárias descrições – chega um ponto em que a dinâmica do livro concentra-se apenas em ataques de vampiros às fortificações humanas, o que deixa a leitura um tanto enfadonha – e na revisão, que deixa bastante a desejar, tirando até um pouco da credibilidade do texto. Entretanto, como a minha edição do livro é meio antiga, é possível que esse problema já tenha sido solucionado. Também é uma pena que as personagens femininas não tenham sido praticamente aproveitadas pelo autor.

Bento deu origem a série de livros “Vampiro Rei”, centrando-se em personagens que aparecem nessa primeira trama, como o vampiro Cantarzo, por exemplo. Isso faz com que eventos relacionados a esse personagem fiquem em aberto no enredo de Bento, aguardando os próximos volumes da série de André Vianco.

Nota: 3
(de 1 a 5, sendo: 1 – Péssimo; 2 – Ruim; 3 – Regular; 4 – Bom; 5 – Excelente)

Este post faz parte da blogagem coletiva Desafio Literário 2012 [v. lista de livros agendados]

Blog do Desafio Literário 2012

Bento
André Vianco
Editora Novo Século
2005
516 páginas

Anúncios

4 comentários sobre “Desafio Literário | Fevereiro: Bento

  1. Eu também faço parte da geração de vampiros de Drácula de Bram Stoker e dos livros da Anne Rice. Já naquela época enjoei do tema, e a superexposição dos dentuços atualmente me faz correr de qualquer coisa relacionada (exceção feita a True Blood). Nunca li nenhum livro do André Vianco e sua resenha matou, em partes, minha curiosidade.
    Obrigada por me fazer relembrar dessa era vampiresca.
    bjo

  2. Oi, Michelle. Eu ainda não tive a oportunidade de assistir aos episódios de True Blood, mas estou com a primeira e a segunda temporadas aqui em casa. Vou me dedicar a eles!
    Quanto aos livros de Vianco, o que mais me agradou foi “O Senhor da Chuva”, que li há muitos anos. Beijo.

  3. É verdade, Vivi. É preciso buscar sempre a reinvenção dos temas, para que eles continuem atraindo leitores de todas as gerações! Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s