Meme Literário de um mês | Dia 31

Nossa, que pergunta difícil. O livro que mais gostei neste ano é certamente o livro que mais transformações provocou em minha forma de ver e de pensar o mundo (em 2011).

Para a resposta a esta última pergunta do Meme Literário, escolhi o livro de um autor que eu ainda não tinha tido a chance de ler e cuja leitura, além de causar várias experiências em minha formação de leitora, foi algo que me marcou pela narrativa do escritor: O Homem Desenraizado, de Tzvetan Todorov.

Esse livro foi dica de uma das professoras do grupo de estudos mensal do qual faço parte. E, seguramente, foi uma leitura mais do que enriquecedora. O teórico búlgaro Todorov conta, nesta obra, sua experiência como ex-habitante de um país totalitário e sua adaptação em uma sociedade democrática ocidental, a francesa. Todorov discute os processos de aculturação, desculturação e transculturação; historiciza o fim do comunismo e dos governos totalitários da Cortina de Ferro, explica a diferença entre os crimes contra a humanidade e os crimes de guerra; e questiona a validade de algumas correntes teóricas literárias como o estruturalismo, o pós-estruturalismo, o pragmatismo e o humanismo. Ótimo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s