Leitura | Rashômon e Outros Contos

Finalizei a leitura de Rashômon e outros contos, de Ryûnosuke Akutagawa, em edição organizada e traduzida pelas professoras e pesquisadoras Madalena Hashimoto Cordaro e Junko Ota.

A leitura de uma obra oriental é sempre algo de enriquecimento ímpar para mim. Ter contato com um tipo de prosa que, a meu ver, trabalha com uma estética diferenciada, com uma lógica diversa daquela em geral empregada no Ocidente, e com aspectos de valor literário também distintos daqueles geralmente caracterizados no cânone deste lado do mundo contribui para “expandir” o meu horizonte de leitura – algo muito importante para alguém que está se dedicando ao estudo do Japão.

Entretando, a leitura desta obra de Akutagawa não está diretamente vinculada a nenhum compromisso de estudo, mas à curiosidade de ter acesso aos dois contos deste autor (“Rashômon” e “Dentro do bosque”) nos quais Akira Kurosawa se baseou para produzir o longa-metragem Rashômon, ao qual pretendo assistir. Queria primeiro ler o original para compreender as intervenções de Kurosawa no processo de constituição do filme. Mas a prosa de Akutagawa me fisgou de uma tal maneira, que a leitura inicial de apenas dois contos do volume se transformou na leitura do livro inteiro.

A edição já começa com um ensaio formidável de autoria de Madalena Hashimoto sobre a vida e a obra do autor, com direito a comentários sobre cada um dos contos presentes no livro. As informações sobre os conflitos reais da vida de Akutagawa e do contexto histórico de sua época também são fundamentais para a compreensão de seus contos, principalmente daqueles com fortes traços autobiográficos. O texto da professora Madalena quase que esgota o que se pode ser dito sobre esses contos, além de citar outros – ausentes na obra –, mas que são relevantes para o entendimento da produção deste autor japonês.

Fazem parte do livro:

– Rashômon (1915);
– Dentro do bosque (1922);
– Memorando “Ryôsai Ogata” (1917);
– Ogin (1923);
– O mártir (1918);
– Devoção à literatura popular (1917);
– Terra morta (1918);
– O baile (1912);
– Passagens do caderno de notas de Yasukichi (1923);
– A vida de um idiota (1927).

A seleção de textos para o livro foi extremamente feliz. Abrange períodos variados da curta produção literária de Akutagawa e destaca momentos relevantes da história do Japão, como a presença do escritor francês Pierre Loti em terras japonesas (O baile); a morte do expoente da poesia haicai, Matsuo Bashô (Terra morta); os conflitos de temática cristã no país (Ogin, Memorando “Ryôsai Ogata” e O mártir); o doloroso processo de criação literária e seus efeitos de recepção perante a sociedade japonesa (Devoção à literatura popular); além da produção de teor autobiográfico (A vida de um idiota).

“A vida de um idiota” é o conto que encerra o livro e traz consigo forte carga psicológica. É, na verdade, um apanhado geral dos principais acontecimentos da vida de Akutagawa e também uma antecipação de sua morte, ocorrida um mês depois de finalizado o manuscrito e exatamente da forma como é nele relatada.

Ryûnosuke Akutagawa foi um dos mais brilhantes autores da literatura japonesa. Nascido no ano, no mês, no dia e na hora do Dragão (por causa disso, o “Ryû” de seu nome é a leitura japonesa de dragão), carregou consigo durante a vida toda o estigma da loucura (mal que matou sua mãe), em uma época na qual se acreditava que essa doença era hereditária, e viveu uma vida conotativamente amarrado às convenções familiares japonesas, sempre com a grande responsabilidade de cuidar de todos os parentes, e cercado por pessoas psicologicamente problemáticas.

Sua produção literária mescla fortes elementos sociais do Japão não apenas de sua época, mas também faz o resgate de importantes nomes e fatos de momentos anteriores de seu país. Simultaneamente, alguns de seus escritos demonstram grande influência europeia, sem, no entanto, pôr em risco a questão de sua identidade textual, sempre muito rica nas construções psicológicas de seus personagens, além de muito bem trabalhada visualmente por meio de refinadas descrições.

Rashômon e outros contos
Autor: Ryûnosuke Akutagawa
Tradução e organização: Madalena Hashimoto Cordaro e Junto Ota
Editora: Hedra
204 páginas
Preço: R$ 20,00

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s