Nada se cria, tudo se transforma!

Andar pelas ruas de Sampa, a caminho do trabalho, e ouvir Hunting high and low, clássico do A-ha, em versão traduzida sertaneja e, no quarteirão seguinte, Time after time, clássico da Cindy Lauper, em versão traduzida em ritmo de forró é algo fora de série. Apesar de o assunto não ter nada de científico (ahahaha), isso me lembrou a célebre frase de Lavoisier : “[Na natureza] Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”!

Anúncios

5 comentários sobre “Nada se cria, tudo se transforma!

  1. Haha..

    Realmente é impagável.. e as vezes é também intragável..
    Mas fazer o que, num país continental, como o nosso, com tantas tendências, folclores e idéias geniais.. há que se ouvir de tudo mesmo…

    PS: Adorei a tag “Marmota Refletindo”… haha, hilário.

    Passei pra conhecer e adorei.

    Grande beijo

    Neo
    Visite: Todos os Sentidos.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s